ENTREVISTA DE ARIANA GRANDE À COSMOPOLITAN

Ariana Grande está na capa da edição de Abril da revista Cosmopolitan! A cantora concedeu uma entrevista onde falou sobre apaixonar-se, o seu namorado Mac Miller, Madonna, etc. Confere a sessão fotográfica, os SCANS da revista e ainda a entrevista traduzida pela nossa equipa:

FOTOGRAFIAS
SCANS

PHOTOSHOOT

BASTIDORES

ENTREVISTA

Estamos obcecados pela Ariana. A mega estrela Ariana Grande, que embarcou na sua sexy tour mundial - Dangerous Woman Tour - sentou-se com a Cosmo para uma intima entrevista onde nada está fora dos limites.

"Quero que isto pareça uma festa do pijama," diz Ariana Grande oferecendo-me um pacote de pipocas. Estamos num estúdio em Beverly Hills onde ela tem estado a trabalhar no seu quarto álbum, e antes de começarmos a nossa falsa festa do pijama, ela apresentou-me a sua pequena comitiva, que incluí um tímido rapper no canto. "Este é o Malcolm", diz ela com os olhos a brilhar. Vocês devem conhecê-lo pelo seu nome de palco, Mac Miller. É um amigo de longa data, é o artista presente no hit single "The Way" e ele e a Ariana fizeram recentemente um upgrade na relação, passando de platónica a oficial. Mas mesmo sendo praticamente inseparáveis, nem mesmo os namorados podem estragar esta conversa. 

"Não é permitido termos público, certo?" pergunta, mandando Mac e os seus amigos para fora da sala enquanto nos sentamos no sofá para horas de conversa sincera. "É suposto sermos só nós."

Um festa de pijama a dois está completa quando tens tanto para falar quanto a Ariana. Ela construiu uma carreira que qualquer artista inveja: O seu terceiro álbum, Dangerous Woman, foi um monstruoso sucesso de onde saíram singles incríveis, incluindo o deliciosamente atrevido "Side To Side." (Ela começou a sua tour mundial em conexão com o álbum.)

Com 23 anos, ela ainda arranjou tempo para apresentar o aclamado Saturday Night Live - aquela imitação da J. Lawrence! - e para dar tudo a representar a nerd Penny no Hairspray Live!, um projeto tão querido no seu coração. Ela está a arrasar num enorme hoodie que diz Harvey, que lhe foi oferecido por uma das estrelas do musical, Harvey Fierstein. Também gravou a música para a versão live-action de "A Bela E O Monstro", nos cinemas dia 17 de Março. 

É importante para a ex estrela do Nickelodeon provar que ela é muito mais do que ser uma estrela pop com um rabo de cavalo. "Várias vezes, as mulheres são rotuladas como c*bras ou divas por verem as coisas de determinada maneira, serem fortes e usarem a sua voz, e não é esse o caso", diz. 
"Tu podes ser forte e amigável. [Nós] não temos de ser apenas uma coisa, sabes? As mulheres podem amar ler um livro e fazer sexo." Para provar, ela aponta para um quadro de uma samurai na parede. A mulher guerreira está a usar um familiar rabo de cavalo e a erguer uma espada - claramente, ela exemplifica a forte visão da Ariana sobre a feminilidade.

Cosmo: É díficil de acreditar que estás na tua terceira tour mundial. Como te sentes? 
Ariana: É muito emocionante! "Dangerous Woman" é uma das minhas músicas favoritas. Tive que lutar para que esse fosse o primeiro single. Eu disse, "Isto é o que me preenche. Isto é o que eu quero dizer neste momento. Estou a confiar em mim mesma." Foi como um hino pessoal que diz que as raparigas podem fazer o que elas quiserem.

Cosmo: É também bastante sexual - estás a usar lingerie no videoclipe de "Dangerous Woman"...
Ariana: Dei pequenos passos em relação a expressar a minha sexualidade em imagens. Estou no caminho certo agora, mas eu tenho 23 anos sabes? Ainda estou a descobrir tudo, mas é difícil chegar a um ponto onde me divirto com isso, e não acho que isso me faça ser menos um modelo a seguir. Acho que isso faz de mim honesta.

Cosmo: Achas que ter confiança sexual é crucial para ser bem sucedida na tua carreira? 
Ariana: Há escrutínio que vem com isso, mas estou orgulhosa de usar isso na minha arte e por ter mantido a imagem do meu rabo no videoclipe de "Dangerous Woman"! Quando estávamos a editar o meu diretor, Nev, disse: "Um dia vais ficar triste porque não mantiveste isso." Eu respondi "Nev, quando eu tiver 95 anos, isso vai estar colado sobre a minha lareira." Isso não me define. Continuo a ser uma pessoa dada, amorosa - isso não muda por mostrar o meu rabo num videoclipe. Sou boa pessoa - e tenho um rabinho fofo. É uma situação horrível a qual temos de lidar neste momento por sermos mulheres. Sinto-me mal pelas raparigas que vão para a escola com uma mini saia e têm de ouvir que "estão a pedir" só porque gostam [de mostrar] as suas pernas.

Cosmo: Mudando de assunto: Agora estás com o Mac. Qual é a maior diferença entre a Ariana solteira e a Ariana comprometida?
Ariana: Não muita. Nunca olhei para o amor como algo que preciso para estar completa. Eu prefiro completar-me a mim mesma primeiro e depois apaixonar-me por alguém que também esteja completo. Vocês podem celebrar e sentirem-se obcecados um pelo outro na mesma, mas eu quero sentir-me a mim mesma a 100% para que possa amar essa pessoa melhor.

Cosmo: Já aprendeste alguma coisa com relações passadas?
Ariana: Eu punha sempre os sentimentos da outra pessoa primeiro que os meus. Chega a ser sufocante. Aprendi a balançar isso, a ser uma boa parceira e a cuidar de mim. Algumas pessoas esquecem-se do amor próprio quando estão apaixonadas, e ambos são indispensáveis.

Cosmo: Tu e o Mac já se conhecem à imenso tempo, certo?
Ariana: Eu conheci-o quando tinha 19. Nós amámo-nos e respeitámo-nos desde o inicio, mesmo antes de nos conhecermos, porque éramos fãs do talento um do outro. Não estávamos prontos para estarmos juntos. É tudo uma questão de tempo. Queríamos experimentar algumas coisas, mas o amor esteve sempre presente. Houve vezes ao longo dos anos, quando ele me ligava e ouvia que eu estava stressada, sobrecarregada ou que não estava bem, ligava para a minha mãe. Também houve tempos em que ele estava débil e triste - foi há muitos anos - e eu ia tomar conta dele, porque nós amámo-nos como melhores amigos primeiro e acima de tudo.

Cosmo: Então como soubeste que era a hora certa?
Ariana: O universo. Cantou aos nossos ouvidos. 

Cosmo: Alguém previa que vocês iriam ficar juntos antes de vocês?
Ariana: Sim. As nossas famílias sempre souberam. Ele viu-me na capa de uma revista há quatro/cinco anos atrás, n'O dia de Ação de Graças. E ele disse à mãe, "Vai ser ela." Quão querido é isso? Isto foi antes de falarmos. 

Cosmo: Vamos falar do SNL. Tu arrasaste.
Ariana: O SNL foi o momento mais divertido que tive na minha vida. Adoro ser capaz de rir de mim mesma. Adoro ser capaz de colocar uma "máscara" diferente. Adoro cantar, obviamente, mas fazer as pessoas rir e mostrar-lhes que não têm de levar tudo tão a sério completa-me ainda mais. 

Cosmo: Como é que surgiu o sketch da Jennifer Lawrence?
Ariana: Eles perguntaram, "Consegues imitar a J. Lawrence?" e eu fiquei tipo "Não faço a mínima. Mas posso tentar." Eu não sabia se conseguia! Foi a primeira vez que tentei. Eu acho que ela gostou - foi isso que ouvi dizer. 

Cosmo: Deves sentir menos pressão quando trabalhas em grupos, como no SNL ou no Hairspray, pois não tens toda a atenção em ti. 
Ariana: É uma fuga - umas férias mentais de um trabalho que às vezes é incrivelmente egocêntrico, se é que isto faz sentido. Amo fazer música, mas é um tipo diferente de realização quando trabalhas sobre contar uma história com cem pessoas e fazes parte da grande fotografia. Comecei na Broadway. E antes disso, esperava na parte de fora, junto à porta de saída de atores, do Jersey Boys com a folha de sala e uma caneta a implorar por autógrafos. 

Cosmo: Muitos artistas lançam linhas de roupa, perfumes... Consideras-te uma mulher de negócios?
Ariana: Eu não quis saber da parte dos negócios durante bastante tempo. Estava apenas a 'enterrar-me' na música e era do género: "Fixe, acordem-me quando tiver de cantar." Eu não tinha qualquer sensibilidade para o negócio. Agora posso dizer com confiança que mando no meu concerto, de cima à baixo. 

Cosmo: Isso é muito - porque é que ser o chefe é tão importante para ti? 
Ariana: Eu apercebi-me que não é fixe colocar tudo nas mãos de outra pessoa, porque se vou criar arte então eu tenho de me importar com a maneira como vai ser manuseada e representada. Tenho de pensar sobre tudo, e não tinha percebido que era um trabalho a tempo inteiro. Agora, estou no comando e é incrível. 

SOBRE A SUA MÃE
A minha mãe tem uma empresa que desenha e fabrica equipamento de comunicação para a marinha. A falar sobre mulheres no poder! Eu aprendi, ao observá-la, os duplos padrões que as mulheres enfrentam. Ela é a minha maior apoiante, mas se eu disser "Acabou. Estou farta", ela diria, "Okay, vamos ensinar-te a ser engenheira.".
SOBRE NICKI MINAJ
As coisas que eu faria pela Nicki Minaj! Eu adoro-a como artista mas ainda mais como pessoa. Ele é muito terra à terra. Eu poderia falar com ela sobre qualquer coisa que ela iria ouvir. 
SOBRE MADONNA
Tenho um enorme respeito por esta mulher. Amo-a com cada parte do meu ser, e não é só porque sou obcecada com a sua discografia inteira. Sou inspirada pela sua coragem e força. Posso olhar para ela e não ter medo de ser forte. 

Sem comentários:

Enviar um comentário