ARIANA GRANDE É CAPA DA REVISTA AMERICANA MARIE CLAIRE

Ariana Grande é a capa da edição de Outubro da revista americana Marie Claire. A mesma foi divulgada hoje e chegará às bancas para os fãs americanos amanhã. Para além de uma entrevista, também terá uma sessão fotográfica exclusiva. Confere a sessão fotográfica, as entrevistas e os bastidores:

FOTOGRAFIAS
SCANS DA REVISTA

ENTREVISTA #1

Sobre as suas ambições quando era jovem:
Eu tinha 14 anos e estava pronta para gravar um álbum R&B. Eu era tipo "Onde está a colaboração com a Mary J. Blige? Onde é que está a sessão de escrita com a Natasha Bedingfield? Onde está a minha sessão com a India Arie? Estou pronta. Vamos lá". Eu escrevi uma música que tinha como nome 'Higher', a letra era muito sexual, muito madura. E a minha mãe disse, "É uma óptima música, mas fogo, tu és muito nova para isto."
Sobre esconder-se atrás da personagem do Nickelodeon:
As pessoas gostaram dela, aceitaram-na, e pensavam que eu era como ela. Por isso eu fingia ser mais como ela, do que realmente era.
Sobre o fracasso do seu primeiro single, "Put Your Hearts Up":
Eu disse "Pessoal, tem que haver uma clara distinção entre mim e a minha personagem". E fizemos isso com a "The Way". Voltei a pintar o meu cabelo de castanho. Fiz o vídeo com um rapper. Fiz as coisas como queria fazer. E foi muito entusiasmante fazê-lo depois de muitos anos a fingir ser outra pessoa à frente de tanta gente.
Sobre crescer no meio de uma família italiana: 
Os meus avós estavam sempre a jogar cartas, a cozinhar, ou a falar mal de algo. O meu pai a cantar terrivelmente Frank Sinatra no karaoke e eu sempre a usar maquilhagem e máscaras ou disfarçes pela casa.
Sobre ser vegetariana:
Vim de uma rigorosa família italiana, onde eles achavam que os nutrientes vinham da carne vermelha e da massa. Era tipo "Temos um grande dia amanhã. Certifiquem-se que há presunto antes de irem para a cama". É um compromisso ao qual estou 100% dedicada por causa a) do amor pelos meus animais, e b) sou obcecada com a minha saúde porque a minha família tem uma história terrível com o cancro. 
Sobre o seu primeiro acidente de carro:
Estava a ir para casa do Big Sean por aqueles montes ventosos de L.A. Era a primeira vez que estava a conduzir por ali então ia a 12 milhas por hora. Uma senhora apareceu de repente e eu tive que fazer uma paragem brusca, ela bateu-me com muita força - a parte da frente do meu Range Rover ficou destruída. Ela saiu do carro e disse "Querida, está tudo bem. O que fazes?" e eu "Sou cantora". E ela disse tipo "Oh, acho que parti a perna', e eu "Quer dizer, sou joalheira." 
ENTREVISTA #2


Primeiro Beijo?
Connecticut. Esta é a maneira mais segura, é a maneira de eu não dizer o nome dele. 
A primeira celebridade pela qual tiveste uma 'crush'?
Jim Carrey.
Qual foi o primeiro livro que leste do inicio a fim?
O primeiro livro que eu acho que li até ao fim foi “My Father’s Dragon”. Fiquei tão orgulhosa, senti-me mesmo realizada. Foram tipo 100 páginas ou algo assim. 
Primeiro beijo na TV?
Matt Bennett.
Qual foi o primeiro filme que te fez chorar?
Armageddon ou o Titanic.
Primeiro melhor amigo?
A minha primeira melhor amiga foi a Amy Chalice.
Primeiro concerto?
N’Sync.
Qual foi a tua primeira compra mais cara?
Comprei quando era mais nova, um outfit de luxo na Burberry, todo estampado.

BASTIDORES


Quem ou o que te dá as maiores alegrias?
Acho que são os meus amigos, adoro-os tanto, a minha família, e também rir até chorar. E compras online. Muitas.
Quem é a pessoa mais inteligente que conheces? 
A minha mãe. Tenho um respeito enorme por ela. Espero um dia puder ser metade do que ela é, ela é incrível. 
Qual foi o melhor conselho que alguma vez recebeste?
O meu avô sempre me disse para trabalhar muito e respeitar todos à minha volta. E ele é um homem fantástico. 
O que pudemos encontrar na tua mesa de cabeceira?
Imensas velas, adoro velas. Tenho alguns livros, e talvez alguns biscoitos de cão e o comando da televisão. 
Um produto de beleza sem o qual não podes viver?
O creme de esfoliação corporal do Frankie. Porque não é testado nos animais e é completamente vegetariano. É delicioso e fantástico para a pele e não posso viver sem ele, neste momento é o meu favorito
Como é que se cura um coração partido?
Muitos gelados 'Coconut Bliss' e estar com os teus melhores amigos.