AVALIAÇÃO 'TRACK-BY-TRACK' DO ÁLBUM 'MY EVERYTHING'

Está cada vez mais perto o lançamento mundial do novo álbum de Ariana Grande, "My Everything", e um grande número de sites começam a publicar as suas críticas e avaliações track-by-track (música a música). Com isto, o site "Official Charts" publicou a primeira avaliação das músicas que fazem parte da edição normal do disco. Confere a notícia traduzida pelo Ariana Grande Portugal:

Vamos espreitar o segundo álbum de Ariana Grande, "My Everything". Não ficaríamos surpreendidos se Ariana Grande conseguisse escapar durante o lançamento do seu álbum de estreia "Yours Truly". O disco - com pop e R&B intercalados com anos 50 doo-wop - chegou ao número 7 na principal lista de álbuns do Reino Unido no ano passado, mas não consegiu vender muito.
Pouco depois do "Yours Truly", Ariana foi trabalhar no segundo álbum e divulgou o seu primeiro single - o hit, "Problem" com a Iggy Azalea. A música foi instantâneamente um sucesso em todo o mundo, entrando assim no Top 10 em mais de 20 países e no topo da lista dos singles do Reino Unido, no ínicio deste ano.

Mas será que o resto do seu segundo álbum - intitulado como "My Everything - irá viver de acordo com o mesmo padrão? O Official Charts teve o privilégio de ouvir o álbum e escrevemos o que achamos em baixo.

1. INTRO
Uma música 'Intro' pode muitas vezes fazer-nos sentir algo estranho num álbum pop, a menos que haja um conceito particularmente forte ou uma história que irá ser contada. Aqui, Ariana define-o proferindo: "Vou-te dar tudo o que tenho e nunca menos, eu prometo", um R&B de um minuto e pouco. Visto que soa como uma mensagem para os fãs, em vez de ser para uma pessoa específica, é um sentimento doce, em vez de algo desnecessário. 
2. PROBLEM
Todos vocês conhecem este single. No contexto do álbum, ela sente que foi o primeiro single perfeito, que faz a ponte entre o som da sua estreia e o que ainda está por vir.
3. ONE LAST TIME 
Com o seu atual single, "Break Free", no "My Everything" encontra-se Ariana a mudar do R&B para a música electrónica. "One Last Time" é mais um desses casos, e isso é lhe mais conveninente do que vocês possam pensar. Os ritmos divididos numa alegria melancólica produzida pelo Max Martin. "Então, uma última vez, preciso de ser a que te leva para casa", declara como uma mulher obcecada no refrão. Quer fazer-nos acreditar se não lhe dissessemos que parece um pouco desprezível? Na verdade, ela fez-nos lembrar a Loreen, vencedora do festival da eurovisão 2012, com a música Euphoria.
4. WHY TRY 
Antes de ouvir-mos esta música, foi-nos informado que foi produzida pelo Ryan Tedder, vocalista da banda One Republic, e também pelo Benny Blanco, e sendo que ambos têm imenso sucesso, as nossas expectativas em relação à música era altas. Com os seus tambores e letra sobre "viver com os demónios e anjos", com uma melodia a crescer, é uma produção tipicamente à Tedder, mas Ariana fez o seu próprio final. Há também muitos "na-na-na" ao decorrer da música.
5. BREAK FREE (FT. ZEDD) 
A maior parte de vocês já está familiarizada com esta música, e podes assistir ao brilhante videoclip dela. Quando Ariana a revelou pela primeira vez foi uma gritaria entre alguns dos seus fãs com quem ela negociava o R&B. E, embora até possa ser verdade, "Break Free" é uma boa música pop do ponto de vista de cada um.
6. BEST MISTAKE (FT. BIG SEAN) 
O primeiro álbum conta com três músicas feitas por Big Sean, que também sussurou palavras queridas à Ariana na música "Problem". "Perguntas porque gosto tanto da tua mãe, porque ela é mais velha que tu", ele canta sobre batidas espaçosas e pesadas; e em vez de lhe bater, ela responde: "Vou estar a salvar o meu amor por ti". O resultado é sentido como uma extensão do "Yours Truly", ainda que sombrio e mais maduro.
7. BE MY BABY (FT. CAT CHASMERE) 
É um doce R&B que foi dirigido mais uma vez por Blanco e é essencialmente os critérios de Ariana para quem deseja ter um relacionamento com ela. "Prometo, se manteres isto real comigo... podes obter tudo o que quiseres", canta sobre uma melodia que nos lembra o ínicio dos 00s R&B, como Ashantii, Brandy e Ameriie. 
8. BREAK YOUR HEART RIGHT BACK (FT. CHILDISH GAMBINO)
É fácil perceber porque nos últimos dias Ariana tem falado sobre esta música com a imprensa: Uma pista sobre o seu namorado a ter traído com outro rapaz não é um assunto habitual. "Sei que estás com raiva porque eu descobri / Quero que sintas o que estou a sentir agora", canta. E enquanto ela insiste que ela não tem 100% que isso aconteceu, relembra a clássica música de Diana Ross, "Estou a sair, parece que está tudo claro sobre a situação."
9. LOVE ME HARDER (FT. THE WEEKND)
Com batidas R&B facilmente ganha o título de canção mais sexy do álbum. Ao longo do electro R&B, The Weeknd canta "Podes sentir a pressão nas tuas ancas / Vou-te fazer sentir como na primeira vez". O resultado de uma música sensual que nos faz lembrar o Drake com "Find Your Love" e a "Hold".
10. A LITTLE BIT OF YOUR HEART 
A segunda música calma do álbum é significativamente mais fraca que a primeira, apesar de não ter a honra de estar "escrita especificamente para Ariana", foi feita pelo Harry Styles. É acompanhada pelo piano e embalada com letras sinceras ("Eu sei que não sou a única, mas pelo menos sou um") com um coro no final, mas verdade seja dita, é facilmente esquecida em comparação ao resto do álbum. 
11. HANDS ON ME 
O clima muda drasticamente na "Hands On Me", que soa essencialmente como um mashup de "Cockiness" da Rihanna e "Fancy" da Iggy Azalea. "Não deixes que esses olhos te enganem, eu posso levar-te / Não segures, dá-me", insiste em relação ás batidas agitadas do hip hop. A$AP Ferg seria bem-vindo à música, o seu estilo rap brincaria com os versos de Ariana.
12. MY EVERYTHING 
Ariana arredonda as coisas com uma música sobre ela. "Ele era o meu tudo, até não sermos nada", canta, a sua poderosa voz acompanhada com um piano. Não é a nota mais forte para as coisas, mas quando tens um álbum com sete quebras potenciais, não necessidade para se fechar neste momento.