ARTIGO SOBRE ARIANA GRANDE PARA A 'SEVENTEEN MAGAZINE'

Na passada terça-feira, 29 de Julho, a revista americana "Seventeen" anunciou através da sua página oficial do Facebook que Ariana Grande seria a capa da edição de setembro. Com esta notícia foram também divulgadas a capa e a sessão fotográfia completa. No passado sábado, dia 2 de Agosto, foram divulgadas na internet alguns scans do artigo sobre a Ariana e ainda a entrevista.


Ariana está encolhida no sofá do apartamento da sua mãe em Nova Iorque, bastante aconchegante, com uma sueter branca e umas bermudas Brandy Melville. Apesar de dividir um apartamente com o seu irmão, Frankie, apenas alguns andares abaixo, Ariana passa bastante tempo no de seu mãe. Ultimamente estar rodeada de pessoas que ama está a ser extremamente importante. Apesar de ter iniciado a sua carreira na série "Victorious" da Nickelodeon e posteriormente "Sam & Cat", tem sido a sua música que a tem lançado para a fama ao longo dos últimos dois anos. A cantora de 21 anos de idades diz que é um sonho tornado realidade, mas também admite que tem sido difícil, e que a fez perceber o quanto é importante estarmos rodeados de pessoas que nos apoiam.  

Pensa nisto: Colocam-te lá fora - o teu verdadeiro eu, sem qualquer filtro - completamente exposta. Isso pode ser uma grande mudança, especialmente quando tens haters que te criticam ou julgam. "É difícil passares alguns dos anos mais importantes da tua vida na frente tantas pessoas que querem estar contigo à parte", admite Ariana. "as inseguranças foram a coisa mais difícil que eu tive que superar. Acho que todos os jovem da minha idade lutam contra isso, porque todos querem sentir-se amados e integrados." Ariana estava tão incomodada com o que os outros pensavam que chegou ao ponto de estar na internet à procura de comentários negativos sobre si própria. Mas finalmente percebeu que tinha de parar com a espiral de auto-dúvida. "Eu sabia que tinha de desviar a minha atenção de 'O que é que eu tenho de fazer para que eles me aceitem?' para 'Como é que eu posso ser uma filha melhor, irmã, amiga e namorada?'" diz Ariana. "Quando te concentras no que tens para oferecer ao universo, as coisas começam a fazer sentido." Então Ariana decidiu fazer uma viagem espiritual. Começou a contar com a Cabala - o estudo de textos hebraicos, para lhe proporcionar paz e uma melhor compreensão do mundo. Além disso, Ariana tem estuda o poder do pensamento positivo. "A coisa mais importante que aprendi foi que quando pensas em algo esse pensamento expande-se e quando o esqueces ele desaparece." diz ela. Ariana tem pensado no seu sucesso: o single "Problem" foi número um no iTunes mais rápido do que qualquer outra canção da história, ela tem quase 50 mihões de seguidores nas redes sociais, e parece estar num relacionamento feliz. (Ariana não confirmou qualquer tipo de informação acerca do seu relacionamento com Jai Brooks do grupo de youtubers "The Janoskians", mas o casal foi apanhado aos beijos nos bastidores dos iHeartRadio Music Awards em Maio e ainda trocara tweets carinhosos.) Ao longo de um delicioso café com leite, a artista foi revelando algumas das maiores lições que aprendeu. - incluindo uma de Katy Perry.

Seventeen: És uma estrela nas redes sociais. Como decides o que postar?
Ariana: Levo cerca de uma hora a preparar-me para postar uma selfie porque eu não gosto de postar fotos minhas. Quando o faço, é [geralmente] para promover uma música ou algo assim, mas se eu só vou postar uma selfie, sinto-me numa situação embaraçosa porque não quero ficar tipo ‘Aqui está a minha cara’. Toda a gente faz essas legendas ridículas [para as suas selfies] que não têm nada a ver com a foto!, como “deitado na cama num sábado” tipo, não, não estás! Acabaste de gastar uma hora a preparares-te para um foto! Todos postamos uma selfie pela mesma razão – porque nos sentimos melhor com nós próprios do que como de costume. Então, que seja como ‘Ei, sinto-me bem comigo hoje, por isso está aqui uma foto!’.

Seventeen: Como superas as tuas inseguranças?
Ariana: Concentro-me no que é importante. O meu avô está doente, então foco-me nele todos os dias. Lancei a maior canção da minha carreira até agora, e apenas consigo pensar no meu avô, porque isso é realmente importante para mim. Eu também mudei o meu foco de perder muito tempo à procura de coisas negativas sobre mim na internet, para passar a ligar a amigos meus com quem já não falo à bastante tempo, e ver as pessoas com quem eu me importo e aqueles que perdi contacto – e que me curam de uma forma tão real.

Seventeen: O teu novo álbum está prestes a sair. De que forma ele será diferente de "Yours Truly"?
Ariana: No meu primeiro álbum eu ainda estava a encontrar o meu lugar, o meu som, e a minha voz, estava a apresentar-me ao mundo da música. Agora que consegui isso, tenho mais liberdade criativa e posso experimentar coisas novas. Em janeiro deste ano, eu estava tipo ‘Eu vou começar a tentar e experimentar coisas novas com o meu som, o meu estilo, e o meu cabelo – o que é um grande passo para mim.

Seventeen: As pessoas têm tweetado para ti, para saberem qual a razão de usares sempre o mesmo penteado. Porquê?
Ariana: Quando eu uso o meu cabelo com um rabo de cavalo, sinto confortável. Sinto que posso dançar sem que ele fique preso no meu baton. Quando está solto, fica à frente das coisas. Nunca pensei que teria que gastar tanto tempo a falar sobre o meu cabelo! Não é real, eu definitivamente estou disposta a admitir isso honesta e abertamente obrigada para a mulher lá fora, que doou o seu cabelo para as minhas extensões.

Seventeen: “Problem” é sobre alguém com quem namoraste no passado?
Ariana: Cada canção que eu escrevo é inspirada por certas partes da minha vida. Eu co-escrevi “Problem” durante o tempo em que estava realmente a pensar muito sobre voltar a um relacionamento que parecia impossível. Mas então percebi que, se não consegues parar de pensar sobre essa pessoa, vale totalmente a pena voltar.

Seventeen: Já colaboraste com tantos artistas excelentes. Qualquer outra pessoa com quem gostavas de trabalhar?
Ariana: Katy Perry, porque a amo! Ela tem sido muito boa para mim. Convidou-me para ir a sua casa e só falo comigo sobre negócios, música, rapazes, e vida. Foi a coisa mais doce! eu estava tipo "Porque é que estás a fazer isto por mim?" e ela respondeu "Porque quero que te sintas bem-vinda e confortável, e quero que saibas que tens alguém a quem recorrer sempre que precisares'.

Seventeen: Qual foi a coisa mais difícil que tiveste que lidar?
Ariana: Não poder estar com o meu pai. É privado, mas aconteceu no ano passado. Levei muito tempo a conformar-me com isso. A coisa que me levou a isso foi abraçar o facto de que eu sou feita de metade do meu pai, e um monte dos meus traços vêm dele. O meu senso de humor infantil vem dele. O meu amor pela natureza vem dele. Tanta coisa em mim vem do meu pai, e durante muito tempo não gostei disso em mim mesma. Tive que aceitar que está tudo bem mesmo que não te dês bem com alguém, isso não te impede de o amares.


Seventeen: Há quanto tempo praticas Cabala?
Ariana: Desde que tinha 13 anos. O meu irmão não se sentia aceite pela fé em que fomos criados então comecei a pesquisar sobre Cabala – foi assim que comecei. Saí disso por um tempo, mas nos últimos dois anos, voltei. No período da manhã, escolho um cartão do meu deck de meditação e medito – e isso realmente ajuda. A fita vermelha que eu uso está associada ao Cabala. Todos pensam que é para a consciência da anorexia, mas não é disso que se trata.

Seventeen: Quem tem sido uma grande influência na tua vida?
Ariana: O meu avô teve a maior influência sobre mim do que qualquer um na minha vida. Ele ensinou-me que quando algo não vem para ti, há algo melhor em baixo à tua espera de baixo da linha. Quando eu tinha 11 anos, eu estava a fazer o casting para o "Mary Poppins" na Broadway e eu queria o papel de Jane Banks mais do que a vida. Aprendi a coreografia, vi apresentações no Youtube e aprendi cada paso no meu quarto. Outra rapariga ficou com o papel, porque eu era cinco centímetro mais alta do que ela. Isso partiu-me o coração, mas o meu avô disse-me 'Não te preocupes com isso. Há algo melhor debaixo da linha, prometo-te'. E realmente havia.

Seventeen: Aprendeste  muito sobre ti mesma nestes últimos anos, mas qual tem sido a maior lição?
Ariana: Aprenderes a não ter as respostas para tudo. Sinto que, pela primeira vez na minha vida, estou realmente bem. Eu reclamava com tudo o tempo todo. Eu costumava ser tipo ‘Oh meu Deus, alguém disse isso!’. Tudo costumava ser um negócio tão grande! Mas agora, sinto que posso lidar com tudo o que se atravessa no caminho com uma energia calma.